Home Palavra do Presidente Sindicatos Filiados Fale Conosco
a
a

facebook  slideshare  twitter  youtube  

 

 

 

 

 

Você é nosso
visitante nº.:

Ações Feaduaneiros

PRESENÇA FEADUANEIROS NO EVENTO QUE COMEMOROU 10 ANOS DE ATUAÇÃO DO INSTITUTO PROCOMEX

http://netmarinha.uol.com.br/wp-content/uploads/2014/05/PROCOMEX--1000x666.jpg

 

Cerca de 200 executivos ligados ao comércio exterior participaram dia 26/05/14 em São Paulo do evento que contou com a presença de Carlos Alberto Freitas Barreto - Secretário da Receita Federal, Ernani Argolo Checcucci – Sub Secretário de Aduana e Relações Internacionais, Daniel Marteleto Godinho – Secretário de Comércio Exterior do MDIC, Flavio Scorza – Coordenador-Geral de Normas e Facilitação de Comércio SECEX/MDIC, Carlos Eduardo Abijaodi – Diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, entre outras ilustres autoridades.


Dividido em quatro conferências e dois painéis, o evento teve início com as palavras do diretor de Desenvolvimento Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Eduardo Abijaodi, que defendeu a veemente necessidade de se melhorar o acesso dos produtos brasileiros aos mercados internacionais.


 

Esteve presente ao evento representando a FEADUANEIROS o Sr. Lauri Kotz – Vice Presidente da entidade, ocasião em que participou de um café da manhã para uma conversa mais informal e participativa entre autoridades presentes, executivos de entidades representativas dos diversos setores do comércio exterior e o alto escalão de executivos empresariais da industria e do comércio. Em contato com o Sub Secretário de Aduana e Relações Internacionais, Lauri Kotz buscou informações sobre a continuidade do “Curso de Aperfeiçoamento Profissional do Despachante Aduaneiro”, momento em que o Dr. Ernani A. Checcucci se prontificou a comparecer às dependências da FEADUANEIROS, em data a ser agendada no segundo semestre deste ano para tratativas sobre o assunto, bem como para ministrar palestra específica sobre os temas “Portal Único do Comércio Exterior” e “OEA”, iniciativa altamente recomendada também pelo Secretário da Recita Federal.



Lauri Kotz e Ernani Argolo Checcucci
“Estamos diante de um passo significativo para a organização dos processos do sistema aduaneiro do Brasil. Essa iniciativa envolve ações que podem ser resumidas em quatro itens: informação eletrônica, gestão de riscos, desenvolvimento da cooperação entre as várias instâncias da aduanas, além de maior segurança e cooperação entre a aduanas e as empresas”, foram as palavras de Carlos Alberto Freitas Barreto - Secretário da Receita Federal.



Ronaldo Medina, Flavio Scorza, Carlos A. Barreto, Ernani Checcucci e John Mein
Criado no mês de abril, o “Portal Único do Comércio Exterior” reunirá em um único portal virtual, todos os sistemas dos diversos órgãos atuantes no despacho aduaneiro de mercadorias. Barreto informou que o portal atende as sugestões da Organização Mundial do Comércio (OMC), por ocasião da última reunião realizada na Indonésia no final do ano passado, onde se recomendou que os países membros criassem uma janela única para as operações de comércio exterior, de forma a facilitar os trâmites do despacho aduaneiro.


Em seu pronunciamento, o Sub Secretário de Aduana e Relações Internacionais da Receita Federal, Ernani Argolo Checcucci, chamou a atenção para os avanços conseguidos, fruto do resultado de uma pesquisa concluída na semana anterior sobre a necessidade de inspeção das importações pela Receita Federal, que indicava que do resultado de 35% obtido em 2003, os processos sofreram uma queda para 10% ao final de 2013. Segundo Checcucci, a meta para o fim de 2014-início de 2015 é chegar a um índice de apenas 5% das mercadorias com necessidade de inspeção pelo órgão. “Essa redução só tem sido possível graças ao uso de modernas ferramentas de gestão de risco, que são permanentemente aperfeiçoadas”, afirmou Checcucci.


De acordo com o sub secretário, o próximo passo no processo de modernização será a implantação do programa OEA (Operador Econômico Autorizado), que tem como objetivo principal conferir mais segurança na cadeia logística de importação e exportação. Para o tema em questão, o Procomex programou para o dia 25 de agosto o seminário Segurança (Secutity) da Cadeia Logística, que contará com a participação de Lars Karlsson, pioneiro no desenvolvimento desse programa e idealizador do programa STAIRWAY implantado na Suécia. Participarão também do evento: Firmin Cusa, presidente da primeira organização privada na área de certificação de empresas em segurança que surgiu na América do Sul; e Suzanne Lemaitre, secretária executiva do BASC Business Alliance for Secure Commerce, que é responsável pela atuação da empresa em 13 países.


Apesar de todos os esforços e avanços, o sub secretário observou que a Receita Federal necessita aprimorar o processo de comunicação, pois a sociedade e, sobretudo, os empresários que atuam no comércio exterior, ainda não conseguem perceber com clareza o papel da SRFB nesse processo. Durante o evento, o coordenador executivo do Procomex, John Mein fez um rápido balanço dos 10 anos do Instituto, pontuando os avanços e desafios enfrentados.


O segundo painel teve como moderador o diretor da Sociedade Nacional da Agricultura, Paulo Manoel Protásio, que discorreu sobre o tema “Contribuições do Setor Privado na Modernização dos Processos de Comércio Exterior” e contou com as participações significativas de Claudemir Pelegrina da empresa Embraer, de Wagner Borelli da American Airlines, de Antonio Carlos Meduna da EATON e de Gerson Forato da empresa Deicmar.


O terceiro painel teve como moderador o Coordenador-Geral de Normas e Facilitação de Comércio do SECEX/MDIC, Flavio Scorza que palestrou sobre o tema”O papel dos Órgãos Anuentes na Modernização dos Processos de Comércio Exterior” e contou com a presença de Edilene Cambraia Soares e Marcos Pinheiro de Sá da VIGIAGRO e Marcelo Bergamasso Silva do CONFAZ/SEFAZ SP/CAT/DEAT/COMEX.

http://www.procomex.com.br/wp-content/uploads/2013/02/CRI2001.jpg

Ernani Argolo Checcucci (SRFB), John Mein (PROCOMEX) e Daniel Marteleto Godinho (SECEX/MDIC)
O último painel foi marcado pela assinatura de um termo de acordo com fins de cooperação técnica entre o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e o Procomex, que organizará a relação institucional e os trabalhos que manterão a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) e o Procomex, com objetivo de aprimorar a legislação, os procedimentos e os sistemas de comércio exterior, especialmente no âmbito do recém criado “Portal Único do Comércio Exterior”. 


Fonte: Mecânica de Comunicação/Fecomercio/AEB/Feaduaneiros

voltar