Home Palavra do Presidente Sindicatos Filiados Fale Conosco
a
a

facebook  slideshare  twitter  youtube  

 

 

 

 

 

Você é nosso
visitante nº.:


Palavra do Presidente

O Despachante e o Mercado

A habilitação e a capacitação do Despachante Aduaneiro é uma das bandeiras que a Federação Nacional dos Despachantes Aduaneiros vem levantando e pela qual tem lutado nos últimos anos. O mercado sofisticou, a globalização é uma realidade irreversível, e os números crescentes do comércio do Brasil com o exterior exigem que a categoria opere em nível de qualidade e atendimento que dê cada dia mais tranqüilidade aos seus clientes, os exportadores e importadores.

Nossa atividade necessita de profissionais capacitados, prontos para solucionar os problemas que o sistema aduaneiro coloca a nossa frente, com mudanças constantes na legislação, por isso temos que estar preparados.

Nesse momento particular que atravessamos, com o real supervalorizado em relação ao dólar, as margens com que trabalham os exportadores são mínimas, naqueles setores que operam nas áreas industriais, de produtos manufaturados - daí a importância do Despachante Aduaneiro no sentido de procurar a melhor logística, agilizar o despacho e reduzir os custos.

É importante que nossos sindicatos associados tenham essas preocupações sempre presentes em suas decisões regionais, promovendo cursos de reciclagem para os profissionais associados, investindo em palestras e treinamentos pontuais.

O Despachante Aduaneiro, no mundo contemporâneo, como todas as categorias profissionais, enfrenta a concorrência de profissionais que não estão enquadrados dentro das exigências da profissão e por isso tem que ser polivalente, conhecer muito bem a cadeia de operações do comércio exterior, saber dar ao cliente propostas e soluções apropriadas.

Outra luta da Federação é que o recolhimento dos honorários do Despachante Aduaneiro possa ser feito automaticamente no Siscomex, uma forma de valorizar o trabalho e dar apoio à categoria.

Queremos ser reconhecidos como os reais intermediários na liberação de mercadorias, dentro das normas determinadas pela Organização Mundial de Comércio e responsáveis pelo recolhimento dos impostos devidos, para que o despachante Aduaneiro possa ser considerado o agente fiel da Receita Federal.

 

Daniel Mansano
Presidente