Home Palavra do Presidente Sindicatos Filiados Fale Conosco
a
a

facebook  slideshare  twitter  youtube  

 

 

 

 

 

Você é nosso
visitante nº.:

Você Sabia?

02/07/2007 - Novo certificado sanitário para exportação de carnes busca dificultar falsificações

Brasília - As carnes brasileiras exportadas passaram a receber desde ontem (1) uma nova versão do Certificado Sanitário Internacional (CSI).

O novo certificado, emitido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) agora é impresso em papel especial, fabricado pela Casa da Moeda do Brasil, e contém 12 itens de segurança para dificultar a falsificação. Entre os itens perceptíveis no certificado estão o logotipo do ministério e a sigla BR. Os demais são mantidos em sigilo pelo ministério por questões de segurança.

O primeiro lote de carnes que recebeu o certificado foi destinado à Rússia.

Para o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do ministério, Nelmon Oliveira, antes ficava mais fácil fraudar, porque a impressão era feita em papel comum.

“Anteriormente à implantação desse modelo novo de papel, a impressão era feita em um papel A4, então ficava mais fácil do pessoal fraudar o certificado e imprimir numa folha comum. Hoje, mesmo que eles tentem fraudar, não vão conseguir um papel com todos esses itens de segurança. e com isso nós esperamos que dificulte bastante a ocorrência de fraude”.

Outro item de segurança, que já vinha sendo adotado nas exportações para a União Européia e Estados Unidos, “é a obrigatoriedade de colocar uma etiqueta com informações sobre o estabelecimento e o número de registro no Ministério da Agricultura em cada peça de carne exportada para a Rússia”, lembrou.

De acordo com Oliveira, todos os produtos de origem animal exportados para a Rússia já estão recebendo o novo certificado. Ele informou que dentro de um mês o uso do papel especial no certificado também vai valer carnes enviadas para a União Européia. A expectativa é que nos próximos meses o certificado seja incluído na venda da carne para outros países.

De acordo com o ministério, o certificado vai substituir o antigo documento emitido para mais de 150 países que importam carnes brasileiras. Em média, são emitidos por ano 200 mil certificados.

No ano passado o Brasil exportou para a Rússia cerca de US$ 750 milhões em carne bovina, US$ 600 milhões em carne suína e US$ 200 milhões em carne de aves.

Por Agência Brasil

voltar